Estrutura básica de diretórios do linux

De EpidemicWiki
Ir para: navegação, pesquisa

Não há dúvidas de que o maior choque que o novo usuário linux sofre é quando se depara com o sistema de arquivos. Aquele conjunto de pastas que parece não ter fim e não é nenhum pouco amigável.

A interface gráfica ajuda na integração do novo usuário do sistema linux, como o Kde que é bem semelhante a interface do Windows; no entanto o sistema de arquivos não ajuda em nada. Não existe: “Meus Documentos” ou “Arquivos de Programas” e por ai vai. Tentar salvar um arquivo então nem fala, só em uma pasta é possível salvar. Sem contar que não existem os diretórios “C:” e “D:” como conhecemos no Windows.

Então preparei este material para ajudar a entender um pouco da estrutura de básica de diretórios do sistema linux.


Estrutura básica de diretórios do Sistema Linux

O sistema GNU/Linux possui a seguinte estrutura básica de diretórios organizados segundo o FHS (Filesystem Hierarchy Standard). Basicamente tudo faz parte de um único diretório ou pasta, chamado diretório raiz ou simplesmente " / ".

Dentro deste diretório principal ( / ), temos todas as pastas do sistema e também os diretórios como : pendrive, Cdrom, disquete e outras partições do seu HD.


Diretório Raiz


Vamos conhecer então as subpastas do sistema.

/bin: Contém arquivos programas do sistema que são usados com freqüência pelos usuários (como editor de texto, navegador, jogos, etc.) e também armazena os executáveis de alguns comandos básicos do sistema, como o su, tar, cat, rm, pwd, etc.

/sbin: Este diretório é semelhando ao /bin, porem contem programas usados pelo superusuário (root) para administração e controle do funcionamento do sistema como o adduser que permite a criação de novos usuários.

/boot: Contém arquivos necessários para a inicialização do sistema. Então é o primeiro a ser carregado pelo gerenciador de boot. Armazena, por exemplo, o kernel.

/cdrom: Ponto de montagem da unidade de CD ou DVD

/media: Ponto de montagem de dispositivos diversos do sistema (rede, pendrives, CD\DVD, partições do HD, etc. Em algumas distribuições é usado a pasta /mnt. Usar um ou outra é apenas uma questão de conveniência.

/mnt Ponto de montagem temporário. É semelhante ao /media

/dev: Contém arquivos usados para processar dispositivos (periféricos) existentes no computador. Por exemplo o diretório /dev/mouse contém as informações enviadas pelo mouse.

/etc: Arquivos de configuração de seu computador local. Lembra de algum modo o registro do Windows.

/floppy: Ponto de montagem de unidade de disquetes

/home:Diretórios contendo os arquivos dos usuários. Diferente do Windows não é permitido gravar arquivos em qualquer pasta. Então documentos, videos, músicas, etc são gravados dentro da pasta home. Mais especificamente dentro da pasta usuário, por exemplo o arquivo GPL estaria na pasta /home/epidemic/

/lib: Bibliotecas compartilhadas pelos programas do sistema e módulos do kernel.

/lost+found: Local para a gravação de arquivos/diretórios recuperados pelo utilitário fsck.ext2 (semelhante ao scandisk do Windows). Cada partição possui seu próprio diretório lost+found.

/proc: Este diretório não existe em seu disco rígido, ele é colocado lá pelo kernel e usado por diversos programas que fazem sua leitura, verificam informações sobre o hardware e sobre a configuração do sistema. Por exemplo o comando cat /proc/cpuinfo mostra informações sobre o processador.

/root: Diretório do usuário root. O usuário root possui sua pasta assim como um usuário qualquer, com exceção de que não é montado na pasta /home

/tmp: Diretório para armazenamento de arquivos temporários criados por programas. Como por exemplo um documento que ainda não foi salvo.

/usr: Contém maior parte de seus programas. Normalmente acessível somente como leitura.

/var: Contém maior parte dos arquivos que são gravados com freqüência pelos programas do sistema, e-mails, spool de impressora, cache, etc.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas